Light

Relações com Investidores

Geração

Geração

A geração de energia elétrica no Brasil é realizada a partir de fontes renováveis (como água, vento, biomassa, solar etc) e de fontes não renováveis (como combustíveis fósseis e nuclear).

A matriz elétrica no Brasil, segundo informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), é dividida da seguinte forma:

A Light Energia, empresa do Grupo responsável pela geração de energia elétrica, possui um conjunto de duas usinas hidrelétricas e 2 elevatórias, com uma capacidade instalada total de 855 MWm, e suas concessões vencem em 2026. São elas: Santa Branca, Ilha dos Pombos, Fontes Novas, Nilo Peçanha e Pereira Passos.

Garantia Física é um montante, em MWmédios, correspondente à quantidade máxima de energia relativa à Usina que poderá ser utilizada para comprovação de atendimento de carga ou comercialização por meio de contratos, e as usinas hidrelétricas da Light Energia representam um total de 637 MWm que, deduzidos os valores de  perdas e bombeamento,  totalizam o montante comercializável de 549 MWm.

De modo a mitigar o risco de não cumprimento dos contratos, reserva-se, ainda, o mínimo de 5% da energia disponível para comercialização, denominado Hedge. Em condições onde a situação do sistema hídrico é favorável, havendo “sobra” na geração, essa energia é liquidada ao valor do  Preço de Liquidação das Diferenças (PLD).   .

O quadro a seguir demonstra o status da energia comercializável da empresa (Hedge, Energia Comercializada no ACL e Energia disponível para comercialização) até o ano de 2022:

Sobre o assunto, é importante o conhecimento de alguns termos, tais como: 

Mecanismo de Realocação de Energia (MRE):

O volume de energia gerada por cada usina é regulado pelo Operador Nacional de Sistemas (ONS), o qual determina a ordem de despacho da maior parte das usinas hidrelétricas e termelétricas.

O Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) foi criado de forma a mitigar e compartilharmos riscos hidrológicos que afetam os agentes de geração hidráulica, tentando garantir a otimização dos recursos hidrelétricos do Sistema Interligado Nacional (SIN).

O MRE abrange as usinas hidrelétricas sujeitas ao despacho centralizado do ONS e realoca contabilmente a energia, transferindo o excedente daqueles que geraram além de sua garantia física para aqueles que geraram abaixo. Essa diferença geralmente ocorre porque uma região em período de seca armazena água e, por consequência, gera menos, enquanto uma região em período de chuva produz energia acima da média, possibilitando a transferência de energia entre essas regiões.

Generating Scaling Factor (GSF):

O GSF representa o quanto as geradoras hidrelétricas, integrantes do MRE, estão gerando abaixo daquilo que se comprometeram a gerar. Simplificadamente, as usinas hidrelétricas têm um lastro de venda de energia (garantia física), baseado em sua capacidade média de geração, e se comprometem a vender esse volume "x" de energia em contratos de longo prazo. Pode ser calculado da seguinte maneira:    

Caso o GSF seja maior que “1”, teremos uma "sobra" de energia a ser rateada pelos integrantes do MRE – “energia secundária”. Nessa hipótese todos os seus integrantes passam a ter energia suficiente para atender seus compromissos contratuais e ainda repartir os benefícios do mecanismo.

Entretanto, em cenários hidrológicos desfavoráveis, o despacho pelo ONS de usinas termelétricas, fora da ordem de mérito, por motivos de segurança energética, resulta em GSF abaixo de “1”.

Esse valor "negativo" do GSF tem resultado, assim, em débitos a serem pagos pelos geradores de energia elétrica, que devem adquirir, no Mercado de Curto Prazo, a energia para cumprir os seus contratos de venda.

Em 2015, houve um GSF médio de 84,6%, ou seja, um déficit de 15,4%. Segue abaixo a tabela atualizada com o histórico do GSF:

 

Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e Preço de Liquidação de Diferenças (PLD):

O mercado brasileiro de comercialização de energia, o qual tem suas operações de compra e venda contabilizadas pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), é dividido em duas esferas de mercado: o Ambiente de Contratação Regulada (ACR) e o Ambiente de Contratação Livre (ACL).

A CCEE é responsável por apurar mensalmente as diferenças entre os montantes contratados e os montantes gerados ou consumidos pelos agentes de mercado. Assim sendo, os contratos firmados entre compradores e vendedores são registados e os montantes físicos de energia movimentados pelos agentes são medidos.

A compra e venda de energia no ACR é formalizada por meio de contratos entre os geradores e os distribuidores, que participam dos leilões de compra e venda de energia promovidos pela CCEE.

Os contratos deste ambiente têm regulação específica para aspectos como preço da energia, submercado de registro do contrato e vigência de suprimento, não sendo passíveis de alterações bilaterais pelos agentes.

No ACL, por outro lado, geradores, comercializadores e consumidores livres e especiais têm liberdade para negociar e estabelecer em contratos os volumes de compra e venda de energia e seus respectivos preços.

Os agentes não contratados 100% utilizam-se do mercado de curto prazo para conseguir atender seus compromissos, pagando o PLD para a compra de energia.

Entenda a diferença entre os dois ambientes no quadro comparativo abaixo:

No ACR, os leilões de compra e venda de energia são promovidos pela CCEE, distinguindo-se pelo tipo de energia, duração e início de suprimento:

No mercado de curto prazo, o preço do PLD é influenciado pelo CMO (Custo Marginal de Operação), o qual se eleva por conta do despacho de usinas termelétricas. Porem, existe um valor mínimo e máximo para o PLd, o qual é determinado pela ANEEL. Então, em casos onde o CMO é superior ao valor do teto do PLD, a diferença é paga mediante ao Encargo do Serviço dos Sistemas (ESS).

Para o ano de 2016, a ANEEL aprovou o novo preço teto do PLD em R$ 422,56 MWh, tendo uma redução de 8,1% comparado ao valor anterior de R$ 388,48 MWh. E um PLD mínimo de R$ 30,25.

Mais informações podem ser obtidas em:

Última atualização em